À CAPELA

Depois de comprada a prenda era tempo de a entregar ao já novo dono! Cheguei cedo e ainda nao tinham chegado mais convidados. O local era no bar À CAPELA, em Coimbra. Um sítio lindíssimo, uma capela totalmente recuperada e que manteve toda a sua traçada original, uma vista sobre Coimbra, diferente, uma acústica fantástica…um final de tarde, que me fez lembrar uma música dos Madredeus, “As Cores do Sol”, do álbum “Espírito da Paz”.
O meu amigo chegou, Patrick, conversámos um tempo e a seguir teve que ir preparar o bar para os restantes amigos, que viriam mais tarde, juntar-se à festa. As pessoas começaram a aparecer, as horas passavam e o espectáculo começou. Um instrumental de Carlos Paredes e de seguida um fado de Coimbra cantado, como só ele o sabe fazer. Cantaram-se os parabéns e conversou-se, e trocaram-se os copos num brinde de agradecimento. A noite ia já longa e esperava-me uma viagem. Despedido-nos com um abraço e com um convite para lá voltar mais vezes.
À CAPELA não é um espaço qualquer, é a concretização de um sonho de alguém que lutou para o conseguir. Parabéns duplamente amigo.

Partilhe este artigo: