Desde o primeiro dia que saiu a revista Blitz que tenho andado para esrever sobre isso, mas por várias razões tem sido adiado. Hoje por fim decidi escrever a minha opinião sobre a nova revista o novo site. Nunca é tarde.

Depois de anos o Jornal Blitz acompanhou semanalmente o que se ia passando no mundo da música, agora com a publicação mensal, penso que muita coisa irá ficar por dizer. É certo que a revista é atraente, pelo menos a capa, muito ao estilo americano, por momentos até me fez lembrar a Rolling Stone, mas como referi só a capa. Depois de folhear a revista, e de a ler, confesso que estava à espera de mais. Os textos são muito superficiais, com pouca substância, demasiado comercial. Outra coisa que não gostei, o grafismo da revista, está muito cheia, muito confusa. Parece que queriam falar de tudo no primeiro número e de repente ficaram sem espaço e tiveram que andar a polvilhar aqui e ali pequenos textos, curiosidades, comparações, pseudo-entrevistas… enfim um pouco de tudo.

Penso que perderam a objectividade que o jornal conseguia imprimir.  Vamos ver como será o próximo número, que melhorias terá.

Quanto ao novo site da Blitz, continuo a achar que deveriam de ter um domínio próprio, e não estar associado a nenhum portal, dá-me a sensação que com isso passaria uma imagem de maior isenção. Depois de estarem no Clix passam agora para o aeiou numa perspetiva mais interactiva e participativa. É um avanço assim como seria um avanço se o site tivesse uma frequência de actualizações maior. (a agenda está menos mal)

Bem, não me quero alongar mais, vou dar a oportunidade da revista se encontrar, de conseguir definir-se como um projecto que se consiga de facto ouvir. É um passo e um desafio que penso que estará perfeitamente programado, mas não se podem esquecer que o público portguês tem as suas especificidades e que quem quer comprar a Blitz é diferente de quem vai comprar a Bravo ou a Popstar .

Li também que pretendem dinamizar um blog. Vamos ver no que isto dá!

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente