A criação é algo de individual e carece de alguma inspiração e imaginação. Pode ainda acontecer de forma espontânea, fruto de interferências exteriores. Penso que os momentos de criação não são processos assim tão fáceis, mas cada um é como cada qual. Existe de tudo, para todos os gostos.

A música é um desses mundos, em que a inspiração pode ditar o sucesso de uma banda. Normalmente é isso que acontece. Ou se é original e bom ou então cantam-se uns covers, mas até para estes é preciso fazer alguma coisa de…inovador.

A imagem de um álbum por si só é importante. Eu sou capaz de optar por um ou outro cd só por causa da sua capa e pelas sensações que me é capaz de transmitir. Normalmente gosto daquelas que me transmitem emoções positivas.

Não podia contudo deixar de referir estas duas capas, dos novos trabalhos dos Ola Podrida [só recentemente é que fiquei a conhecer esta banda americana – ouvir aqui ] e dos Interpol , “Our Love to Admire” [ouvir aqui].

São sem dúvida capas que tem o seu lado de familiar. Talvez os modelos utilizados sejam os mesmos, só que numa os cervos estão também vestidos de leões…

Seja como for apesar de as capas serem acidentalmente parecidas, a música é incomparavelmente diferente.

Espero poder ouvir a breve prazo o álbum dos Interpol, pois gostei bastante do último.

Ola Podrida

Ola Podrida

imagem em plugresearch.com

Interpol

Interpol

imagem em firedog-design

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente