o que sabes de ti

o que julgas saber dos outros

o que entendes do que ouves

o que interpretas do que lês

o que não sentes

o que desejavas pensar

o que gostavas de imaginar

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente