A hora em que se nasce pode mudar o mundo? O nosso, o dos outros, o de um país, de uma guerra, de uma família, de uma aldeia, de uma cantora, de um negócio, de coisa nenhuma? Será possível?

E tudo começou com uma leitura de um artigo e depois a troca de impressões com uma amiga a seguir a oferta do livro e o arranque da leitura. Um início lento com uma pausa longa e o livro, inquieto, vivia dentro dele à espera do folhear das páginas. Ficou parado e adormeceu e passados meses foi resgatado da sua quase hibernação e daí em frente foi consumido como uma chama que arde um tronco.

E o final chegou rápido e cheio de resolução e na explicação de tudo. E o espanto incontornável.

E Os filhos da Meia Noite é um considerado uns dos maiores romances da língua inglesa e está para ser adaptado a cinema, com estreia prevista para 2012.

Será, provavelmente, uma coisa grandiosa, como Salman Rushdie.

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente