a cor é a que quisermos, basta imaginá-la.

e os nossos olhos atingem o horizonte e não querem regressar.

e perdem-se por lá e aguardamos pacientemente.

cheios, mas sempre sedentos, preparam nova viagem.

 

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente