Apaga-se-me a noite
E escorro lento pela calma
As ideias gastas já não regressam
E o fim fecha-se numa pálpebra

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente