o primeiro contacto que tive com este álbum foi através do excelente videoclip da música “holocene”, que considero uma obra de arte, poesia em estado visual. (de cada vez que o vejo, agora mais emocionado que nunca, apetece-me ser transposto para aquele cenário idílico)

as restantes músicas gozam desse mesmo cenário, são fantásticas e dificil é dizer que não se gosta de uma ou tentar encontrar ali alguma coisa fora do sítio. o equilíbrio foi encontrado pela imaginação de criar algo de etéreo.

a capa, coisa que tem andado arredada dos conceitos mais básicos dos trabalhos que as acompanham, sendo a sua grande maioria muito conceptual, é também ela simplesmente única.

este “Bon Iver”, do norte americano Justin Vernon, aka Bon Iver , é pois uma das coisas boas deste ano e não vale a pena dizer que não só por ser do contra. ou isso ou então ainda não ouviram com atenção.

 

+  Bon Iver site oficial

+ Bon Iver facebook

+ Bon Iver myspace

+ Bon Iver last.fm

 

 

 

 

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente