estas coisas da música são tão rápidas que é praticamente impossível seguir tudo aquilo que sai e ouvir tudo aquilo que se gostava. por isso mesmo quando surgem estas surpresas leva-me sempre a pensar na quantidade de coisas excelentes que são produzidas e que não chegam com facilidade ao público para ser consumido. estas situações são tão ou mais evidentes quando a música do outro lado do atlântico demora demasiado tempo a chegar ou nunca chegam. a internet veio alterar esse paradigma e possibilitou aceder a artistas que antes se cingiam a um universo doméstico. claro que existe muito ruído à mistura o que dificulta algumas vezes essas tais boas descobertas. não podemos esquecer que afinal existem gostos para todos os géneros.

Peter Pisano e Brian Moen, dois americanos, lançaram este “Garden of Arms”, em 2011, pelo selo independente da Jagjaguwar (editora do grande Bon Iver) e conseguiram ao estilo indie criar um trabalho que impera pela sobriedade do estilo, voz, guitarra e mais uns arranjos simples e descomplexados.

na verdade não é uma obra prima mas é daqueles que se ouve e sem grande esforço consegue ser uma excelente companhia.

+ peter wolf crier

+ facebook

+ bandcamp

Partilhe este artigo:

Sem comentários

  1. Sem comentários

Comente